»

● Menu ¬

  ● Principal
  À Loja
  Resp. Técnico
  Banho e Tosa
Desaparecidos
  Animais p/Doação
  Animais p/Venda
  Fotos
Downloads
  Ipva
  Multas
  Contato
       
       
   

 

   
       
       
     
       
        
       
       
       
   
   
 
       
   
   
 
       
     
       
 
 

•----------------------------------•

História do Podengo Canário

Existente há aproximadamente sete mil anos, é uma das raças mais antigas encontradas nos dias de hoje. Sua origem é egípcia e chegou às Ilhas Canárias provavelmente levado por fenícios, gregos, cartaginenses ou pelos próprios egípcios. Existem registros da raça em museus como o Louvre e o Museu Britânico, além de ser encontrado em desenhos e outros artefatos em tumbas de faraós.

Atualmente Podengo Canário, ou Podenco Canario, é um cão de caça raro e que se apresenta de maneira geral nas Ilhas que lhe deram seu nome.
 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Pinscher Miniatura

O Pinscher Miniatura é originário das fazendas alemãs do século XVIII. Ao contrário da crença popular, o Pinscher não se originou a partir do Dobermann, uma raça de porte grande muito parecida, que somente apareceu um século depois. Na verdade, a única semelhança entre o Dobermann e Mini Pinscher é que ambos têm sangue Terrier correndo nas veias, como ascendente.

Originalmente, o Pinscher foi chamado Reh Pinscher, o nome se refere a um pequeno veado, das florestas alemãs. Até o final do século XIX, a raça foi reproduzida sem que prestassem muita atenção à sua homogeneidade. Sempre que o cão era pequeno e eficiente como um caçador de ratos, era considerado um Reh Pinscher.

Em 1895, esta raça inspirou a criação do Pinscher Klub, agora conhecido como Pinscher Schnauzer Klub. Estabeleceu-se, então, as características da perfeição racial, descritas em detalhes em relação ao temperamento certo e definindo as cores da raça. Este foi o marco do início da reprodução deste cão de raça tão especial. Foi nessa época que a raça foi oficialmente classificada como miniatura (Toy) pelos ingleses e pelos americanos.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Pharaoh Hound

O Pharaoh Hound era uma raça conhecida no Antigo Egito por volta do ano 3000 a.C, sendo possível encontrar registros delas em hieróglifos nas tumbas dos faraós egípcios, além de ser uma das raças mais antigas que existem hoje em dia.

Acredita-se que a raça Pharaoh Hound se dispersou pelo mar Mediterrâneo com a ajuda das embarcações fenícias, se tornando um cão típico da Ilha de Malta, onde eram criados e utilizados pelos camponeses locais para a caça de coelhos.

Hoje em dia essa raça é mais apreciada como cão de companhia, mas mantém o seu porte atlético e seu gosto por caçar pequenas presas.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Petit Brabançon

O Petit Brabançon e seus dois irmãos de origem, o Griffon de Bruxelas e o Griffon Belga foram desenvolvidos na Bélgica a partir dos pequenos cães que eram muito apreciados por eliminarem os ratos dos estábulos europeus, além de guardarem a casa e servirem de companhia para a família a um baixo custo, cruzados com raças estrangeiras apreciadas na época, como o King Charles Spaniel e o Pug.

Nos arredores de Bruxelas esse cãozinho que deu origem ao Petit Brabançon era chamado de “Smousje”, um cãozinho de pelagem áspera e que além de se livrar de ratos ainda guardavam as carruagens que estivessem por perto.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Perdigueiro Português

Atualmente nós pensamos no Perdigueiro Português como uma raça característica, mas, na verdade, seu nome refere-se a um cão que trabalha no campo de uma forma diferente, que não difere muito do que foi descrito na Grécia clássica. Países europeus desenvolveram sua própria raça de "ponteiro", com base em suas peculiaridades geográficas.

A opinião popular, embora controversa, tem levado muitas pessoas a acreditar que todas as raças de cães que apontam devem a sua criação à Espanha, e que o Perdigueiro Português, que foi desenvolvido na Grã-Bretanha, descende do Perdigueiro de Burgos. No entanto, muitos fãs desta raça discordam.

O Perdigueiro e seus antecessores, escrito por William Arkwright, é o trabalho mais universalmente aceito para o estudo desta raça. Ele começou a trabalhar em seu livro no final do século XIX e investigou os dados por 30 anos. Apesar de todo o trabalho, Arkwright Retriever admite a existência do Perdigueiro de Burgos, na Inglaterra, mas sustentava que a influência do cão espanhol era pouca sobre o desenvolvimento do Perdigueiro Português.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

O Sorteado

 

 
                               

•----------------------------------•

Cotação Dólar / Euro

 

Muito Importante

As notícias, textos, vídeos e fotos publicadas neste SITE são de responsabilidade única de suas fontes e autores e podem não expressar necessariamente a opinião da Agropecuária Bomsenhor 

 

 
└Parceiros
 
     
       
           
     
           
         
         
       
         
       
         
 
   
 
   
 
   
 
   
 
   
     
     
 

 

   

 

Copyright © 2012-2014 - Agropecuária Bomsenhor • Timbó-SC - Todos os direitos reservados.