»

● Menu ¬

  ● Principal
  À Loja
  Resp. Técnico
  Banho e Tosa
Desaparecidos
  Quer Adotar?
  Animais p/Vender
  Fotos
Downloads
  Ipva
  Multas
  Contato
       
       
   

 

   
       
       
     
       
        
       
       
       
   
   
 
       
   
   
 
       
     
       
 
 

•----------------------------------•

SC cria "Samu veterinário' para atender animais de rua

Florianópolis inaugurou nesta sexta-feira um serviço de atendimento de ambulância para animais feridos. O Samuvet, como já ficou conhecido, irá oferecer resgate para animais feridos pelas ruas da capital catarinense.

O serviço de ambulância veterinária irá funcionar de forma semelhante ao Serviço de Atendimento Médico de Urgência (Samu) tradicional. Um veículo foi colocado à disposição com um motorista, e dois médicos veterinários irão se revezar no atendimento, 24 horas por dia. O funcionamento começou neste sexta, ainda em forma de testes, pelo período de 90 dias. Após esse prazo, o funcionamento e as regras do serviço serão regulamentados por um decreto do prefeito César Souza Júnior (PSD).

O Samuvet será acionado pela Guarda Municipal, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros diante de casos de extrema urgência, como atropelamento de cães ou gatos de rua, cavalos soltos em vias públicas, resgate de animais usados em farra do boi ou ocorrência de ataques contra pessoas. O acionamento será realizado exclusivamente para animais de rua.

Inédito no País, o projeto visa atender ocorrências que são normalmente registradas durante a noite, quando os animais feridos muitas vezes agonizam até a morte sem nenhum tipo de socorro apropriado. 

O diretor do Bem-Estar Animal de Florianópolis, Eduardo Cavallazzi, idealizador do projeto, afirma que a divisão municipal atende por semana cerca de 15 casos de cães, gatos ou cavalos atropelados ou baleados. “Quando esses animais de rua são atropelados ou baleados durante a noite e nos finais de semana, não há para onde levá-los ou como atendê-los em situações extremas”, afirma, destacando que o Samuvet irá ser acionado justamente para suprir essa falta de atendimento aos animais de rua. “A prefeitura será acionada somente quando a Polícia Militar, o Corpo de Bombeiros e a Guarda Municipal não tiverem condições de resolver o problema no local.”

 
Direto de Florianópolis
 

•----------------------------------•

História do Dachshund Teckel - Pelo Curto

Descendentes de antigos cães alemães conhecidos como Deutsche Bracken, esses pequenos cães eram chamados de cães, texugos e escavadeiras. Eventualmente, pequenos cães foram cruzados com cães tipo Terrier para dar lugar à Dachshund Teckel que conhecemos atualmente.


As antigas ilustrações e esculturas dos séculos XV, XVI e XVII nos mostram vários tipos cães Dachshund caçando texugos. Uma estátua de um antigo faraó egípcio também mostra um cão tipo Dachshund. Em cada representação mostra-se claramente as características de força, resistência, coragem e entusiasmo deste cão.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Coton de Tulear

As origens exatas do Coton de Tulear ainda são desconhecidas, mas alguns acreditam que eles descendem de cães que sobreviveram a um velho navio naufragado na costa de Madagascar. Segundo a lenda, estes cães brancos e pequenos nadaram para a praia e, eventualmente, cruzaram com cães Terrier locais para criar o Coton de Tulear. No entanto, o cenário mais provável é que os seus antepassados tenham sido trazidos para Madagascar por marinheiros durante o século XV.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)

 

História do Collie Pelo Longo

A história do Collie não é tão clara, talvez porque, quando surgiu e se popularizou, era uma raça tão comum que poucos escritores da época se preocuparam em descrevê-lo. Em 1570, o Dr. John Caius escreveu sobre um cão pastor que hoje é o que conhecemos como Collie: "O nosso cão pastor não é grande ou enorme, e seu tamanho é irrelevante, pois não tem que enfrentar os lobos sedentos de sangue, porque já não há qualquer na Inglaterra”.

O Collie de Pelo Longo é basicamente um cão da família: ele ama conviver com as pessoas e as pessoas gostam de conviver com ele. Descendente de cães pastores e criados como animais de fazenda, têm um instinto nato para proteger a casa e, particularmente, as crianças da família.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Cocker Spaniel Inglês

Por volta do ano 500 a.C., quando os cartagineses desembarcaram na Espanha durante uma de suas viagem pelo Mediterrâneo, os soldados viram uma grande quantidade de coelhos e gritaram “Span, span!” (Span significa coelhos em cartaginês). Por isso essa terra foi chamada de Espanha, ou “A terra dos coelhos”, e os cães que perseguiam os coelhos ficaram conhecidos como Spaniel, ou “cães coelheiros”.

É muito possível que os Spaniel vivessem em países mediterrâneos e, portanto, também na Espanha. O importante é que o Spaniel pode ser considerado como uma das raças mais antigas da história. No Museu Metropolitano de Nova York, pode ser vista uma pequena estátua de terracota que tem, decididamente, um aspecto de Spaniel. A escultura tem mais de 2000 anos e pertence à Coleção Chipriota. Esses fatos enriquecem a história do Cocker Spaniel Inglês.

No Sportsman’s Cabinet (Gabinete dos Caçadores), escrito por Nichilas Cox e publicado em 1803, foi feita uma descrição do Spaniel: “A raça de cães chamada de Spaniel é de dois tipos, um deles é bem maior que o outro e são conhecidos como Spaniels Levantadores (como se coloca a qualquer tipo de caça de cada país). O pequeno se chama Cocker Spaniel e está mais adaptado à caça entre matagais e parece que foi desenhado pela natureza para isso”. Assim podemos assumir que os Cocker Spaniel Ingleses conseguiram seu nome a partir da caça a galinhas, ou como alguns acreditam, de faisões machos (cockpheasants em inglês). Cox continua descrevendo o Cocker, que “tem uma forma mais curta e compacta, uma cabeça mais arredondada, uma trufa menor, orelhas longas (e quanto mais longas, mais apreciados serão os exemplares), as extremidades curtas e fortes, a pelagem com uma tendência maior a se enrolar que nos Spaniel mostradores de caça (Springer Spaniel) e que é mais longo, especialmente na cauda, que geralmente é cortada”.

O Cocker é elogiado por sua rapidez de ação no campo, por seu entusiasmo incansável para encontrar e perseguir uma lebre ou para buscar as aves de caça. Diz-se que sua cauda está em movimento contínuo, uma característica que, felizmente se conservou nos Cockers de hoje em dia, cujas caudas não param de se mover.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

História do Cocker Spaniel Americano

No começo era o homem e o lobo, que não é nada mais, nada menos, que o grande descendente dos cães de hoje em dia. Com o passar do tempo o homem percebeu que seria muito mais proveitoso para ele que os lobos fossem seus aliados e não inimigos e, de uma convivência pacífica, começaram a surgir lobos mais amigáveis com as pessoas com o passar do tempo. O homem se deu conta que podia manipular a reprodução desses animais, para que seus descendentes se tornassem de certa forma adestráveis.

Assim, começou a domesticar os lobos, que foram evoluindo para se acomodar às suas crescentes necessidades. Ainda que não haja dúvidas que procurar alimentos fosse uma prioridade importante na lista de necessidades primárias do homem, ele também começou a designar outras tarefas para seus amigos de bosque: estavam se convertendo em caçadores, guardiões e cães pastores. Esses fatos originam a história do Cocker Spaniel Americano.

A partir daí o homem começou a decidir que animais se reproduziam com quais para assim dar lugar a um animal que fosse ainda mais eficiente em suas tarefas. Esses eram os começos de um novo tipo de lobo, que agora conhecemos como nosso cão doméstico.

Em setembro de 1945 foram alcançados os objetivos da ECSCA e a AKC garantiu a separação para as raças Cocker Inglês e Cocker Americano. Ao mesmo tempo, os Cockers Americanos tiveram concedidas três diferentes variações: preto, qualquer outra cor (uma única cor) diferente de preto e os multicoloridos. A princípio foram expostos cães pretos e fogo na variedade multicor.

 
(Fonte:cachorrogato.com.br)
 

•----------------------------------•

Melhora na Alimentação

 

Melhora na Alimentação

 
                                (fonte:humortadela)

•----------------------------------•

Cotação Dólar / Euro

 

Muito Importante

As notícias, textos, vídeos e fotos publicadas neste SITE são de responsabilidade única de suas fontes e autores e podem não expressar necessariamente a opinião da Agropecuária Bomsenhor 

 

 
└Parceiros
 
     
       
           
     
           
         
         
       
         
       
         
 
   
 
   
 
   
 
   
 
   
     
     
 

 

   

 

Copyright © 2012-2014 - Agropecuária Bomsenhor • Timbó-SC - Todos os direitos reservados.